Abracomex aposta na qualificação para o crescimento do comércio exterior
12/03/2019

Por ser uma entidade que promove ações com o objetivo de estimular o crescimento das importações e exportações, a Abracomex é, por vezes, procurada para apontar possíveis panoramas e comentar as novidades desse mercado. Desta vez o presidente da instituição Marcus Vinicius Franquine Tatagiba foi entrevistado pelo site Portogente e respondeu algumas perguntas referentes às ações desenvolvidas pela entidade.

Portogente – Quais as atividades que a Abracomex realiza com objetivo de fomentar o crescimento das exportações brasileiras? Como são desenvolvidas as ações e de que forma as informações são repassadas aos associados? 

Marcus Vinicius Franquine Tatagiba: As ações da Abracomex ocorrem por meio de encontros internacionais de negócios, treinamento, promoção comercial, presença junto ao poder público, banco de dados de empresas, informações técnicas, consultoria e fórum de discussão.

Portogente – Atualmente, quantas empresas e de que segmento fazem parte da entidade?

Marcus Vinicius Franquine Tatagiba: São 150 instituições voltadas para o acompanhamento dos processos de exportação e importação, agenciamento de negócios internacionais e de transporte aéreo, marítimo e terrestre, análises técnicas, apresentação de produto (rotulagem, embalagem, design, etc), business travel, captação de recursos e formação de preços, telecomunicações, consultoria e assessoria em questões tributárias, desembaraço aduaneiro, distribuição, Eadis, editorial, logística de transporte, marketing, organização de consórcios e join-ventures, organização de feiras, pesquisa e estudos de mercados, preparação da empresa para o comércio exterior (regras administrativas, legais e financeiras), projetos de viabilidade econômica e financeira, projetos industriais, publicidade, seguros, serviço de alocação de mão-de-obra, serviços financeiros, serviços jurídicos, serviços portuários, tecnologia e informática, trading company, traduções e treinamento.


Portogente – No site, a associação divulga que desenvolve projetos específicos para empresas, com o objetivo de aprimorar as operações de comércio exterior em diversos segmentos. Quais são esses segmentos e como são executados os projetos?

Marcus Vinicius Franquine Tatagiba: Entre os segmentos estão os de tecnologia, alimentos, café, chocolate, confecção, consultoria,  granito, logística, madeira, móveis e frutas, entre outros. Já os projetos visam a inserção no mercado internacional, através da adequação da empresa para o comércio exterior, desenvolvimento e articulação internacional junto a potenciais importadores.


Portogente – As atividades mencionadas (encontros internacionais de negócios, treinamento, promoção comercial, banco de dados de empresas exportadoras, difusão de informações técnicas e consultoria) podem ser usufruídas por qualquer empresa? O senhor poderia explicar como funciona cada um desses itens?

Marcus Vinicius Franquine Tatagiba: Sim, estão acessíveis a todas as empresas e nossas ações consistem em:
– Encontros internacionais de negócios: eventos reunindo importadores, exportadores e autoridades governamentais.
– Treinamentos: cursos, seminários, congressos e palestras para capacitar empresários e funcionários em comércio exterior (parceria com o Banco do Brasil).
– Promoção comercial: prospecção de mercados, identificação de oportunidades e negociação.
– Presença junto ao poder público: assistência técnica a órgãos governamentais para a condução das políticas de comércio exterior.
– Banco de dados de empresas: dados sobre exportadores, importadores e prestadores de serviços no Brasil e no exterior.
– Informações técnicas: notícias, estudos, legislações, análises de mercados, artigos, dados estatísticos e relação de novas oportunidades.
– Consultoria: equipe especializada em comércio exterior e desenvolvimento de projetos financeiros. Montamos projetos direcionados para o estímulo e promoção de exportações.
– Fórum de discussão: ferramenta interativa on-line para abordagem de temas sobre comércio exterior e aumento da rede de relacionamento dos participantes.


Portogente – Mais de 30.000 empresas já participaram do Programa Comex Infoco. 
Como é possível fazer parte desta ação e como funciona o programa?

Marcus Vinicius Franquine Tatagiba:  Comex Infoco é um programa de palestras gratuitas, ministradas online. Os interessados participam através de qualquer dispositivo com internet, por exemplo celular. Mensalmente realizamos dois eventos, que contam cada um com a média de 800 pessoas. Os palestrantes são profissionais de relevância nas áreas abordadas e debatemos sobre temas que influenciam positivamente a gestão de empresas e carreiras profissionais.


Portogente – A balança comercial brasileira tem demonstrado uma média de superávit superior em comparação com o mesmo período do no passado. O senhor acredita que a tendência, em médio prazo, é de continuar com bons resultados?

Marcus Vinicius Franquine Tatagiba: As ações desenvolvidas pelas empresas e governo voltadas para o mercado externo indicam, conforme nossos estudos, que as exportações brasileiras deverão crescer nesse patamar pelos próximos três anos. É importante frisar que a participação das exportações brasileiras em relação ao PIB é baixa, o número de empresas envolvidas também é pequeno. Ou seja, partimos de um patamar reduzido, então é de se esperar que os crescimentos iniciais apresentem percentuais mais robustos.

Porém, mais adiante a manutenção desses percentuais de crescimento dependerão de ações mais agressivas e corajosas das empresas e do governo. Exemplo: investimentos em infraestrutura logística, menos burocracia na movimentação de capitais e moedas, presença das empresas no exterior, capacitação, desoneração da mão-de-obra, etc.

Assine nossa newsletter!