Como é trabalhar nos EUA? Conheça as principais diferenças entre um trabalho aqui no Brasil ou na terra do Tio Sam
Como é trabalhar nos EUA? Conheça as principais diferenças entre um trabalho aqui no Brasil ou na terra do Tio Sam
09/09/2019

Um dos assuntos que mais alimentam a curiosidade dos brasileiros com relação ao trabalho nos EUA é a inevitável comparação entre os dois países e suas relações de trabalho. Hoje vamos falar um pouco de algumas delas.  

É claro que nesse post não teríamos como falar de tooooooodas as diferenças entre EUA e Brasil (e nem é nossa intenção), mas sim uma visão daquilo que mais pode chamar atenção. Vamos lá? 

Não existe a “carteira de trabalho” como a conhecemos

Nos EUA é muito mais comum que as relações de trabalho sejam reguladas por contratos. Existe uma Lei Federal, a Lei de Padrões Justos de Trabalho (FLSA) – sigla em inglês – que regula de uma forma mais geral, porém, os estados têm autonomia para criar leis específicas. 

O contrato contém tudo o que é acertado entre empregado e empregadores. Por isso, é muito importante que o trabalhador leia com total atenção.  A máxima “o combinado não sai caro” nesse caso faz total sentido, não é mesmo? 

Feriados ou férias remuneradas? Não vão rolar

O trabalhador brasileiro está acostumado a cada 12 meses trabalhados ter direito a 1 mês de férias remuneradas. Já o trabalhador dos EUA, não. Novamente vem o contrato: nada impede que seja acertado isso entre as partes, mas não há qualquer obrigatoriedade. O trabalhador pode escolher um período para tirar suas férias, mas ele ficará sem pagamento neste período, a não ser que seja algo previsto em contrato celebrado anteriormente entre as partes. O mesmo vale para feriados: há uma lei nos Estados Unidos que define 10 feriados públicos em que os trabalhadores do governo federal recebem por eles. Alguns estados até aplicam a mesma lei para os funcionários públicos, mas não existe nada referente a lei estadual que determine aos contratantes privados a fazerem o mesmo.

Como é trabalhar nos EUA com relação aos benefícios? 

Vale transporte ou ticket refeição? Assim como a maioria dos benefícios brasileiros, nos EUA nada é obrigatório. Algumas empresas até oferecem alimentação aos colaboradores, mas nada é obrigatório e a possibilidade de você encontrar alguém que pague o seu deslocamento até o trabalho é bem remota.  

Trabalho por hora é o “normal” 

Outra característica bem marcante do trabalho para os norte-americanos é a remuneração por hora. No Brasil o salário mensal é quase uma instituição! Nos EUA não é bem assim. Lá, acaba sendo muito comum ter mais de um emprego justamente por essa modalidade. Você pode usar, digamos assim, suas horas em mais de uma empresa tranquilamente. Isso abre muito mais possibilidades tanto de ganhos como de experiências diversas. 

Os trabalhadores lá estão desamparados e entregues à própria sorte, não é? 

Muito pelo contrário! Aí que está a grande diferença quando falamos de uma economia forte e pulsante. Com uma grande oferta de postos de trabalho, as empresas se esforçam muito para manter os bons empregados. E se uma empresa não trata adequadamente um trabalhador, ele com toda certeza encontrará outro lugar para trabalhar. E isso faz com que ninguém seja “obrigado” a ficar e um lugar que não deseja.  

Como podemos ver, existem muitas diferenças entre o trabalho no Brasil e no Estados Unidos. Tem vontade de tentar a vida por aqueles lados? Esteja preparado e pronto para encarar o desafio! Aqui na Abracomex temos diversas possibilidades de graduação, MBA ou Cursos de Formação.  Tudo no conforto da sua casa e com todas as vantagens do EAD. Visite nosso site e saiba mais! 

Direção,

Marcus Vinicius Franquine Tatagiba

Assine nossa newsletter!

Aceito a Política de Privacidade
Aceito receber informativos por e-mail, SMS e WhatsApp.