Você sabe como veículos usados são exportados? - Abracomex
Você sabe como veículos usados são exportados?
01/07/2019

Pode até parecer loucura, mas carros brasileiros antigos, como Opala, Kombi e até mesmo os famosos “fusquinhas” são procurados por pessoas de outros países, sobretudo colecionadores, que podem pagar um valor bem acima do que o encontrado para esses mesmos veículos em território nacional.

Confira neste post como funciona o processo de exportação de carros usados. Explicaremos todas as etapas necessárias para fazer com que a sua “lata velha” se torne uma relíquia internacional!

Documentos necessários para exportar carros usados

Antes de exportar qualquer produto, é necessário fazer o cadastro no Radar/Siscomex. Para fazer isso, o interessado precisa ir até a Receita Federal para obter mais informações e retirar a sua certificação.

Entretanto, você já pode se preparar reunindo a documentação necessária para começar a exportar os seus veículos usados. Confira a seguir alguns dos documentos que podem ser solicitados:

  • Fatura Proforma (Proforma Invoice);
  • Fatura Comercial (Commercial Invoice);
  • Romaneio (Packing List);
  • Conhecimento de Embarque;
  • Certificado de Origem;
  • Apólice de Seguro de Transporte;
  • Carta de Crédito;
  • Registro de Exportação;
  • Nota Fiscal;
  • Comprovante de Exportação; 
  • Contrato de Câmbio;

A depender do país para onde o veículo será exportado, poderão ser necessários outros documentos, por isso, entre em contato com o órgão responsável.

Próximo passo: “fazer a reserva de praça”

Após essa etapa, será necessária fazer a chamada “reserva de praça”, no qual o importador contratará um agente de carga, que lhe emitirá um documento de reserva com informações sobre a exportação, como a data de saída do veículo no país e quando o automóvel estará liberado pelas autoridades aduaneiras brasileiras.

Faça a logística do processo de exportação

Agora é preciso partir para a etapa de logística, onde deverão ser escolhidos os portos de embarque e desembarque dos carros, se serão levados em contêineres separados ou juntos, quando eles irão e quanto tempo permanecerão no depósito, entre outras informações.

Prepare a carga para a viagem

Ao serem levados para o local combinado pelo agente de carga, os carros terão suas placas removidas e serão preparados para serem exportados com segurança, a fim de que não sejam danificados durante a viagem.

Faça o desembaraço aduaneiro

Agora, começará a etapa do desembaraço aduaneiro, feita comumente pelo despachante, que emitirá a DU-E. Depois, é necessário aguardar a aprovação pelas autoridades aduaneiras, ou se será necessário algum tipo de conferência/documentação extras.

Cheque os últimos detalhes

Com a aprovação, o exportador deverá checar se a carga foi devidamente levada ao local de embarque e se novos documentos serão necessários. Além disso, é preciso dar baixa nos veículos pelo Detran. A dica é procurar um despachante de veículos local para saber qual a documentação necessária para esse processo.

Exportação concluída!

Após isso, os seus veículos serão levados para o local de destino, onde estarão sob responsabilidade dos seus novos donos! A exportação de veículos usados não é difícil e é uma ótima forma de fazer um novo modelo de negócio rentável no exterior com um produto não tão valorizado nacionalmente, o que renderá uma ótima taxa de lucros.

Para auxiliar a sua nova jornada no ramo de exportações, ter uma formação na área lhe garantirá mais conhecimento e confiança para lidar com o comércio internacional, por isso, a Abracomex oferece ótimos cursos e com preços acessíveis. Quer saber mais? Então entre em contato com a Abracomex!

Direção,

Marcus Vinicius Franquine Tatagiba

Assine nossa newsletter!

Aceito a Política de Privacidade
Aceito receber informativos por e-mail, SMS e WhatsApp.