Contrato de câmbio: a importância de conhecer o mercado antes de fechar contrato
03/11/2019

A dinâmica internacional dos mercados vem se tornando cada vez mais instável, com realidades locais e culturais superando aspectos da globalização, além de constantes tensões comerciais entre os grandes mercados. Dentro deste cenário, vemos muitas empresas de comércio exterior aproveitando oportunidades e crescendo.

No entanto, uma característica tem chamado a atenção: as empresas têm investido em capacidade de produção, variedade de produtos, logística, marketing e vários outros setores, mas tem deixado de fazer o dever de casa mais importante: estudar bem os mercados antes de fechar contratos de câmbio. Saiba porque essa falta de estudo pode significar a ruína dos negócios.

Conhecendo o sistema cambial internacional   

Imagine que cada país possui seu próprio sistema de pareamento de moedas. O Brasil, por exemplo, utiliza um sistema de câmbio flutuante, que sofre interferências de vários atores – políticos e econômicos – na determinação do seu valor diante do dólar. Em outros tempos, o câmbio era fixo, com o valor determinado pelo Banco Central. 

Há outros países, por exemplo, onde o câmbio é definido pela quantidade de reservas em dólar e pela quantidade de negócios na moeda americana que se realizam dentro do território. Ou seja, cada país tem seu sistema cambial.

Mercados regionais e globais

Além dos câmbios de cada país, existem ainda questões regionais, referentes a mercados, como a zona do Euro, o Mercosul e os acordos de livre comércio. Cada um rege suas próprias regras cambiais e as empresas de comércio exterior precisam compreender o jogo para não perderem recursos com jogadas erradas.

Nos últimos anos, o crescimento de mercados estratégicos, como a China, tem gerado mudanças em várias partes do mundo. Uma delas, é o chamado Brexit, que é a saída da Grã-Bretanha da zona do Euro. Ainda em discussão, essa saída poderia gerar transformações econômicas em várias partes do mundo.

Onde os problemas começam

Um dos fatores que mostram a fragilidade de algumas empresas de comércio exterior está no fato de não compreenderem que a variação de poucos centavos ao dia pode significar uma economia ou uma perda de milhares de reais numa negociação ou ao longo de um contrato comercial.

Uma forma de antever estas variações cambiais é estar sempre ligado nas notícias econômicas e nas interferências políticas sobre a gestão cambial do país. No caso do Brasil, por exemplo, é um hábito dos governos atuarem sobre o mercado financeiro com a compra e venda de reservas de moedas com a finalidade de controlar as variações cambiais.

Como evitar perdas com variações cambiais em contratos de comércio exterior

Existem algumas dicas que os economistas internacionais sugerem para operadores de comércio exterior, principalmente brasileiros, para que as perdas com a variação cambial sejam minimizadas ou inexistentes. São elas:

  1. Conheça os sistemas cambiais internacionais. Participe de feiras, congressos, meetings e demais eventos que permitam compreender a realidade dos blocos comerciais e econômicos.
  2. Fique atento aos volumes de negócios nas bolsas de valores dos países envolvidos nos seus contratos comerciais, especialmente dos negócios em commodities.
  3. Entenda as tendências de intervenção econômica e cambial dos países envolvidos nos seus contratos, tente perceber a influência das ações governamentais nos negócios.
  4. Seja atento ao que está na pauta dos congressos e dos governos. Reformas, portarias, medidas provisórias, decretos e demais atos que possam interferir diretamente na variação cambial.

Conclusão

A volatilidade dos mercados internacionais exige uma grande capacidade analítica dos operadores de comércio exterior. Não pense que esta seja uma competência apenas das grandes empresas. 

Prepare-se para estar à frente dos acontecimentos, antecipando-se aos fatos e prevenindo-se das variações cambiais.

Que tal entender pra valer deste assunto? Na Abracomex você encontra uma ampla variedade de cursos focados na capacitação para o comércio exterior, incluindo graduação e pós-graduação. Fundada em 2001, a Abracomex é a Associação Brasileira de Consultoria e Assessoria em Comércio Exterior. Reunimos hoje mais de quatro mil empresas operando em negócios internacionais.

Conheça os cursos oferecidos pela Abracomex para elevar seu conhecimento sobre comércio exterior. Prepare-se para o upgrade na sua carreira, colocando a Abracomex no seu currículo. Para conhecer mais sobre a Abracomex e nossos cursos, basta clicar aqui.

Direção, 

Marcus Vinicius Franquine Tatagiba 

 

Assine nossa newsletter!