Exportação do Brasil alcança US$ 200 bilhões em 2017 - Abracomex
Exportação do Brasil alcança US$ 200 bilhões em 2017
18/12/2017

As informações foram divulgadas nesta sexta (8), pelo presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex), embaixador Roberto Jaguaribe.

O Brasil vai superar a casa dos US$ 200 bilhões em exportações em 2017, cifra que não era alcançada há três anos. As commodities (matérias-primas) continuam sendo o carro-chefe da balança comercial, e Minas Gerais continua na liderança das exportações de café e minério de ferro, mas a carne (principalmente a bovina) e o etanol podem ganhar novos mercados na Europa a partir de acordos que começam a ser esboçados envolvendo o Mercosul e a União Europeia.

As informações foram divulgadas nesta sexta (8), pelo presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex), embaixador Roberto Jaguaribe. Segundo ele, as vendas externas cresceram e não houve desinteresse pelo mercado interno.
Conheça o Curso de Formação para Analista de Comércio Exterior da Abracomex!
Clique aqui e visite a página do curso.

 

“Todas as vezes em que a economia ia mal, as empresas se voltavam para o mercado externo. Ao contrário, quando havia recuperação, as empresas abandonavam as exportações. O que não houve em 2017”, informou o presidente da Apex.

Para 2018, a agência priorizou 22 mercados e vai ajudar empresas brasileiras a expandirem seus negócios. “É o agronegócio quem vai puxar a economia do Brasil. O mundo precisa de alimentos: a demanda vai crescer pelo menos 20% nos próximos anos”, informa Jaguaribe.

O Brasil é hoje o segundo maior exportador de alimentos, segundo o embaixador. “Há 40 anos importávamos alimentos”, compara Roberto Jaguaribe. “Ainda temos como expandir nossas fronteiras agrícolas, a Europa e os Estados Unidos já praticamente esgotaram suas terras”, acrescenta.

Em janeiro, o embaixador Roberto Jaguaribe deverá integrar a comitiva do presidente Michel Temer que visitará países do Sudeste Asiático a fim de abrir fronteiras para produtos brasileiros. Justamente a região do planeta que mais deve aumentar suas necessidade de consumo de alimentos.

Assine nossa newsletter!

    Aceito a Política de Privacidade
    Aceito receber informativos por e-mail, SMS e WhatsApp.
    Precisa de Ajuda?
    Fale Conosco!