Clique Aqui! Fale Conosco Agora.

Exportação brasileira crescerá acima da média mundial, aponta OMC
10/10/2018

A exportação brasileira crescerá devido revolução tecnológica, que permitirá aos países emergentes reduzirem os custos de comércio. 

Os dados foram apresentados pela Organização Mundial do Comércio (OMC) em seu informe anual publicado em Genebra. Segunda a entidade, em 2030 os países emergentes poderão representar 57% dos fluxos de exportações e importações no mundo.

No caso do Brasil, a entidade estima que a introdução de novas tecnologias poderia fazer com que a expansão do comércio recebesse um impulso extra de cerca de três pontos percentuais por ano até 2030, bem acima da média mundial. Para isso, porém, o País teria de se abrir para as inovações.

De acordo com o levantamento, os custos do comércio no mundo caíram em 15 pontos percentuais entre 1996 e 2014. Mas, na avaliação de Roberto Azevêdo, diretor-geral da OMC, a nova revolução poderá fazer o comércio crescer entre 1,8 e 2 pontos percentuais por ano, até 2030. “De forma acumulada, isso representará um aumento de 31% a 34% em 15 anos”, declarou.

Hoje, 35% dos custos de uma exportação estão ligados ao transporte, enquanto procedimentos nas fronteiras e logística também têm um peso importante. Com as novas tecnologias, a previsão é de que esses custos sejam reduzidos de forma importante.

“Em tal cenário, a participação dos países em desenvolvimento no comércio poderia aumentar de 46% para 57% em 2030”, declarou Azevêdo. Segundo ele, porém, isso vai depender de como governos vão estabelecer políticas para permitir que essa tecnologia seja utilizada.

Sem uma estratégia, Azevêdo alerta que a comunidade internacional pode ver um aprofundamento das disparidades como resultado da tecnologia. “As forças de mercado não serão suficientes”, disse.

Conheça o programa Startup Importação da Abracomex.
Clique aqui e confira a página do Programa.

Assine nossa newsletter!