MEI pode importar? Confira como! - Abracomex
MEI pode importar? Confira como!
19/06/2019

Não é preciso ser uma grande empresa para importar produtos do exterior: Microempreendedores também podem fazer parte do comércio exterior. Para entender como isso é possível, continue a leitura.

Importação com o RADAR

O pequeno empreendedor pode importar mercadorias se cadastrando no RADAR assim como o restante das instituições (e precisando cumprir todos os requisitos de habilitação do SISCOMEX). Além disso, é necessário se apresentar à Receita Federal para adicionar essas atividades em seu objeto social como MEI.

Não existe valor mínimo para o início da comercialização, e a quantia máxima que poderá ser importado em produtos por semestre dependerá da modalidade escolhida durante o cadastro no RADAR.

Importação com os Correios

Outra forma de importar e exportar cargas sendo um MEI é por meio dos programas de despacho simplificado via Correios (Importa Fácil e Exporta Fácil, respectivamente). Também é viável utilizar os chamados couriers, que são fretes concedidos por empresas privadas de encomendas, como o Fedex.

Entretanto, para que não seja necessário o cadastro perante ao RADAR, a compra não pode ultrapassar o valor de U$ 3.000,00 (valor resultado da soma de importações com o mesmo CPF por semestre).

Por que importar?

Comprar produtos diretamente com o fabricante em outro país acaba saindo bem mais barato do que em território nacional. Essa economia é refletida no preço para o consumidor final, que poderá ser menor e não interferir na porcentagem de lucros da empresa.

Comprando do exterior você terá acesso a produtos de qualidade, este que pode ser um diferencial da sua empresa perante a concorrência e que atrairá novos clientes.

Além disso, essa poderá ser uma ótima oportunidade para, futuramente, a sua empresa começar a também exportar produtos, fazendo com que a sua marca seja ainda mais conhecida e as suas vendas sejam potencializadas.

Agora que você já sabe como e porque você deve importar, clique aqui e confira 5 dúvidas frequentes sobre os processos de importação e exportação.

Direção,

Marcus Vinicius Franquine Tatagiba

Assine nossa newsletter!

    Aceito a Política de Privacidade
    Aceito receber informativos por e-mail, SMS e WhatsApp.
    Precisa de Ajuda?
    Fale Conosco!