Pernambuco tem aumento de 38,4% nas exportações - Abracomex

Clique aqui e fale conosco através do whatsapp.

Pernambuco tem aumento de 38,4% nas exportações
16/02/2018

Vendas no exterior alcançaram o valor de 1,9 bilhão de dólares em 2007, segundo a Condepe/Fidem. Em 2016, ficou em 1,4 bilhão de dólares

As exportações pernambucanas alcançaram o valor de 1,9 bilhão de dólares em 2007, segundo dados da Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco (Condepe/Fidem). Esse total foi 38,4% superior ao valor de 2016 (1,4 bilhão de dólares). Em relação ao total de exportações brasileiras em 2017 (US$ 217,7 bilhões), Pernambuco participou com 0,90%, enquanto em 2016 essa proporção foi de 0,77%.

Entre os principais produtos exportados pelo Estado, os dez primeiros responderam por mais de 80% do valor das exportações. Os dois produtos mais exportados, provenientes do polo automotivo do norte da região metropolitana do Recife (RMR), foram veículos comerciais a diesel (18,8%) e automóveis (18,3%), que totalizaram 727,4 milhões de dólares e, respectivamente, apresentaram alta no valor exportado de 97,3% e 207,8% em relação a 2016.

De acordo com o gerente geral de estudos e pesquisas socioeconômicas, Rodolfo Guimarães, o aumento na exportação era esperado.  “Os números são frutos dos investimentos feitos nas duas últimas décadas. Nos últimos anos houve alterações importantes na configuração industrial do Estado. Novas indústrias se instalaram em Pernambuco e muitas voltadas para o exterior”, comenta.

Entre os demais produtos destacaram-se: o Polietileno tereftalato (PET), oriundo do Polo de Poliéster, US$ 199,5 milhões (10,2% do valor exportado) e o “Fuel-oil” (9,8%) e o Óleo Diesel (6,2%), produzidos pela Refinaria Abreu e Lima, que geraram US$ 314,2 milhões em exportações em 2017, valor inferior em 4,5% ao de 2016. Registre-se que estes cinco produtos líderes se vinculam à “nova indústria pernambucana” e corresponderam a 63,3% das exportações de 2017 (US$ 1,241 bilhão).

Os outros produtos foram a Manga (US$ 76,7 milhões, participação de 3,9% e crescimento de 24,2%); Os Açúcares (Brutos e Outros) que totalizaram US$147,5 milhões, 7,5% de participação e 11,0% de alta no valor em relação ao ano anterior; A Uva, com 3,5% de participação na pauta e crescimento de 47,7% no valor exportado, alcançou a cifra de US$ 68,2 milhões; e os Acessórios para embalagem de metais.

Do ponto de vista regional, quatro municípios concentraram mais de 80% do valor exportado. Goiana, com US$ 740,5 milhões de exportações cresceu 127,6% e atingiu a participação de 35,4% no valor exportado do Estado. Ipojuca cuja participação foi de 32,4% e o valor de US$ 678,9 milhões apresentou variação de 8,7% em relação a 2016. Petrolina registrou crescimento de 27,3% no valor exportado, que chegou a US$ 187,3 milhões, e sua participação a 9,0%. O Recife aparece em quinto colocado com participação de 4,1% e o valor de US$ 85,5 milhões, aumento de 26,8%, em relação a 2016.

Fonte: Destak

Assine nossa newsletter!