Venda de bananas do Brasil para Argentina sobe 60% no 1º semestre
Exportação de bananas do Brasil para Argentina tem alta de 60% no primeiro semestre
17/07/2020

A pandemia do novo coronavírus criou uma distorção considerável nos números de exportação e importação do Brasil. Enquanto muitos mercados foram afetados negativamente, um exemplo de quem cresceu durante a quarentena é a produção de bananas. O volume comercializado do Brasil para a Argentina cresceu 60% no primeiro semestre de 2020.

Segundo dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior), o brasil vendeu 39 mil toneladas de bananas a países do Mercosul entre janeiro e junho de 2020. O volume é 31% superior ao que havia sido registrado em igual período do ano anterior, e a Argentina foi responsável por 56% das compras.

A alta na exportação de bananas do Brasil para o Mercosul tem como principal razão um problema nas safras de Bolívia e Paraguai em 2020. Além disso, a pandemia causou um recuo na negociação dos produtos brasileiros com países da Europa, o que gerou um excedente a ser comercializado em âmbito continental.

Considerando o primeiro semestre, as vendas de bananas do Brasil para a Europa tiveram recuo de 7%. O país negociou um total de 13 mil toneladas com o Velho Continente no período.

Como fica a exportação de bananas no segundo semestre

A principal dúvida sobre os números do Brasil na exportação de bananas é o que vai acontecer com a safra no segundo semestre de 2020. A produção tem nacional tem sofrido com questões climáticas, e isso certamente afetará a disponibilidade.

O principal fator para isso é um ciclone extratropical que atingiu o Sul do Brasil. Isso afetou de forma contundente a produção de bananas no norte de Santa Catarina, estado que é o principal exportador da região.

O clima também não foi favorável à produção de bananas no Vale do Ribeira, região de São Paulo que é outro polo importante para os números do produto.

Agronegócio do Brasil tem números positivos no semestre

A venda de bananas é um exemplo que compõe um quadro favorável para o agronegócio brasileiro em 2020. A despeito da pandemia, o país registrou alta de 24,5% nas exportações no primeiro semestre.

O volume negociado pelo país representa um recorde histórico: o Brasil exportou US$ 10,17 bilhões nos seis primeiros meses de 2020, e essa foi a primeira série em que o país superou a marca de US$ 10 bilhões.

Direção,
Marcus Vinicius Tatagiba.

Leia mais:

Agronegócio do Brasil bate recorde em meio à pandemia
Quais países registraram crescimento durante a pandemia (e por quê)
O que se aprende em um curso de gestão de negócios internacionais?
Você sabe tudo sobre exportação? Um guia para quem quer vender fora do país

Assine nossa newsletter!

Aceito a Política de Privacidade
Aceito receber informativos por e-mail, SMS e WhatsApp.